Objetivos do Curso

A UNIP procura formar, nesta área, intérpretes das tendências e conflitos ligados às relações internacionais, capacitando-os a prever os efeitos das mudanças econômicas, políticas e sociais no âmbito mundial, para que possam atuar, principalmente, em Organizações e administração de Negócios Internacionais, e visando à formação de profissionais que contribuam para uma forma de inserção das empresas e da economia brasileiras que seja funcional para seus respectivos fortalecimentos.

Duração

2 anos.

Atividades Principais

• Despertar o senso crítico para a análise das relações internacionais;
• contribuir para a criação da capacidade técnica para estabelecer relações, contatos entre diversos agentes sociais, tais como: câmaras de comércio, embaixadas, associações, organismos internacionais, empresas e órgãos governamentais;
• elaborar e avaliar informações sobre a conjuntura internacional;
identificar, discutir e avaliar, a partir do senso crítico, as consequências das crises econômicas, conflitos bélicos e outros acontecimentos que fazem parte da comunidade internacional;
• interpretar e avaliar os processos políticos, econômicos, sociais, culturais e jurídicos em diferentes países;
• analisar os principais tratados e acordos internacionais;
• contribuir e intervir nas relações entre Estados, instituições, organizações e associações internacionais;
• contribuir para a pesquisa na área da Relações Internacionais.

Mercado de Trabalho

Tendo em vista a formação abrangente na área de Relações Internacionais – história, economia, direito, geopolítica, teorias das relações internacionais, ciência política e áreas técnicas –, este profissional estará apto para exercer determinadas funções, tais como: (I) atuação no âmbito empresarial, mais especialmente em organizações e administração de negócios internacionais; (II) diplomacia (que, no Brasil, envolve o exame do Itamaraty), assessoria especializada na área de Relações Internacionais (no âmbito público e privado), por conta da integração regional; (III) assessoria política e comercial em câmaras de comércio, consulados, embaixadas estrangeiras; (IV) elaboração de estudos e estratégias em sindicatos patronais e de trabalhadores.

Práticas

Monografia
Iniciação Científica

Critérios de Promoção, do Regimento Geral da UNIP

Art. 79-B. A avaliação da aprendizagem dos estudantes na modalidade de educação a distância será realizada de modo compatível com o conteúdo ministrado e em quantidade suficiente para avaliar, de forma concreta, toda a aprendizagem prevista para as disciplinas eatividades dos cursos, preservando-se os dispositivos aplicáveis e já previstos nos artigos 71 a 79 do presente Regimento.

Art. 79-C. O aluno somente poderá ser aprovado e/ou prestar exames com o mínimo de 75% (setenta e cinco por cento) de frequência às atividades programadas para a disciplina.

Art. 79-D. Os critérios de promoção, envolvendo, simultaneamente, a frequência e o aproveitamento escolar, são os seguintes:

a) se a frequência do aluno for inferior a 75% (setenta e cinco por cento), ele estará reprovado na disciplina; caso contrário,
b) Se a Média da Disciplina (MD) for igual ou superior a 6,0 (seis), o aluno estará aprovado na disciplina. Neste caso, a Média Final é igual à (MF = MD), sem necessidade de realizar o Exame;
c) Se MD for inferior a 6,0 (seis), o aluno deverá submeter-se ao Exame da disciplina, ao qual será atribuída a nota EX. A Média Final (MF) da disciplina para o aluno que realiza o Exame é a média aritmética MF = (MD + EX)/2.
c1)   Se MF for igual ou superior a 5,0 (cinco), o aluno estará aprovado na disciplina;
c2)   O aluno estará reprovado quando obtiver MF inferior a 5,0 (cinco), e ficará sujeito ao regime de dependência na disciplina.

Art. 79-E. A Avaliação Presencial (AP) de cada disciplina poderá ser composta de questões objetivas e questões discursivas, de sorte que as questões discursivas tenham peso de 50% (cinquenta por cento) do valor da AP (Avaliação Presencial).

I – O Exame de cada disciplina será composto de modo similar à Avaliação Presencial, excetuando-se o Trabalho de Conclusão de Curso, TCC, estágios supervisionados e as disciplinas práticas.
II – A Avaliação Substitutiva de cada disciplina será composta de modo similar à Avaliação Presencial.

Art. 79-F. Para incentivar o uso pelo aluno das novas tecnologias de comunicação, interação e informação indispensáveis para uma formação de qualidade em um curso da EAD, as avaliações virtuais terão 10% (dez por cento) de sua composição atribuídos a título de participação e interação no ambiente virtual de aprendizagem.

Observação: o PPC está disponível também nos polos de apoio presencial.

Processo Seletivo

Datas e horários da prova: A prova acontece conforme as datas e horários disponibilizados pelos polos de apoio presencial.
Local: Deverá ser realizada no polo de apoio presencial escolhido pelo candidato, com agendamento prévio. O candidato deverá comparecer ao local indicado com, pelo menos, meia hora de antecedência.
Duração: Mínima de uma hora e máxima de duas horas.
Resultado: Será divulgado em nosso site 48 horas após a realização da prova.
Taxa de inscrição: R$30,00.

Matrícula

Prazo e local: As matrículas dos candidatos classificados serão feitas pelo site www.unip.br/ead. O candidato convocado que não efetuar sua matrícula no prazo estipulado só poderá se matricular posteriormente, a critério da UNIP, desde que haja vagas. A critério dos Conselhos Superiores da Universidade, a renovação da matrícula do aluno poderá ser determinada para um polo de apoio presencial diferente daquele frequentado no semestre anterior.

Documentação necessária:
No ato da matrícula, o candidato classificado deverá entregar na secretaria do polo de apoio presencial:
• Requerimento de Matrícula e Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, devidamente assinados;
• 1 (uma) foto 3 x 4 recente;
• 1 (uma) cópia autenticada e legível dos seguintes documentos:
• histórico escolar do ensino médio ou equivalente;
• certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente;
• certidão de nascimento ou casamento;
• cédula de identidade (com emissão de até 10 anos);
• título de eleitor;
• prova de quitação do serviço militar;
• cadastro de pessoa física (CPF) do aluno ou, se o aluno for menor de 18 anos, do pai (ou responsável);
• comprovante de residência.